PAGE-TYPE=single

Sono: especialista dá todas as dicas. Confira ainda a média de horas que um bebê precisa dormir até os dois anos

Seu bebê dá um trabalhão para dormir? Ou troca o dia pela noite? Saiba o que fazer para você e o seu filho dormirem como anjinhos
28 Comentários

 

O sono da criança é um dos principais desafios para os pais. É muito comum a mãe passar noites em claro e não conseguir estabelecer uma rotina. Sem contar aquelas crianças que trocam o dia pela noite. Dormir é essencial para os adultos, mas para os bebês a importância é ainda maior, já que o cérebro deles está em contínuo desenvolvimento.

Para esclarecer todas as dúvidas sobre o assunto, entrevistamos a pediatra Lucila Bizari Fernandes do Prado, presidente do Departamento Científico de Medicina do Sono em crianças e adolescentes da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Leia com atenção todas as dicas, para que seu bebê tenha finalmente o sono dos anjos e, você, o merecido descanso.

Quantas horas por dia dorme um recém-nascido?

No primeiro mês, o bebê dorme vinte horas por dia. E uma das funções do sonho é consolidar e armazenar a memória. Nesse caso, são as memórias de chupar o dedo, estar aconchegado na manta, chorar quando está molhado ou com fome e de todo o conhecimento ao seu redor. E para ele isso é um aprendizado, que será armazenado durante o sono REM (Rapid Eyes Movement), que trata-se de um sono mais agitado. Em contraste com o sono calmo, o não-REM, em que são produzidos os hormônios de crescimento, a renovação celular, além de outros. Portanto, o bebê terá nos primeiros meses de vida, 40% do sono calmo e 40% de sono agitado. Enquanto que no adulto, a fase REM equivale a 75% do tempo total de sono e não-REM, 25%.

E a mãe precisa interferir nesse sono no início?

Não, assim como o bebê deve mamar em livre demanda, o mesmo deveria acontecer em relação ao sono. E tem um outro porém: cada criança é única. Algumas acordam a cada uma hora, outras em três, quatro e assim por diante. O que a mãe deve fazer? Observar e passar a conhecer o filho. Para isso, ela precisa estar segura e não dar ouvidos a tantos palpites ou aprender a filtrá-los. E o pai também, porque, caso contrário, ele deixa a mãe insegura.

E o número de horas vai diminuindo com o tempo?

Sim, vai reduzindo conforme o desenvolvimento da criança. Até os dois anos, ela vai dormir 10 horas durante a noite com dois cochilos de uma hora em média: um de manhã e outro à tarde. O sono é essencial para os adultos, mas para os bebês a importância é ainda maior, já que o cérebro dele está em desenvolvimento continuado. Ele precisa dormir para consolidar todos os aprendizados, como sentar, falar, andar, para montar sua rede neural que vai caracterizar sua vida.

Quais são os problemas que a falta de sono no bebê pode acarretar?

A criança não cresce, não desenvolve a memória, fica mais irritada e manhosa e não aprende. E pior, os sintomas são mais intensificados do que nos adultos, porque ela não sabe que, se der uma cochilada, vai conseguir repor o sono perdido.

É verdade que a criança tem mais dificuldade em dormir quando está muito cansada?

Sim, a gente tem um hormônio chamado melatonina que vai sendo fabricado à luz do dia, sendo liberado à noite, em dois picos: final da tarde e entre as 20 e 22 horas, dependendo da faixa etária e da pessoa. Só que a criança não tem noção disso. Se a mãe não perceber o sono da criança, ela fica chatinha e irritada e, consequentemente, vai liberar adrenalina, que vai deixá-la anda mais desperta. O jeito é relaxá-la com um banho, diminuir os estímulos ou até fazer uma massagem para induzir ao sono.

CT-OSonoDoBebe2-311016

E toda mãe vai precisar acordar de madrugada?

Sim, e isso pode durar meses, mas este tempo deve ser compensado em outros horários. Por conta da enxurrada de hormônios, o sono da mãe passa a ser igual ao do bebê, polifásico. Ou seja, são curtos períodos em que ela atinge todos os estágios de sono rapidamente e se refaz para poder acordar na hora seguinte. Com o crescimento da criança, o sono volta a ser contínuo.

E vale aquela indicação: se o bebê dorme, a mulher dorme também?

Nem sempre, porque a mãe aguenta um pouco mais do que o recém-nascido. Ela pode dar um cochilo pela manhã e outro à tarde ou na hora que estiver muito cansada, pois estes intervalos serão muito revigorantes. O problema é quando o bebê sente sono e a mãe não percebe ou quando ela quer que a criança durma para cuidar da casa. Se este tipo de stress se instalar, o sono fica prejudicado.

Dá para evitar a bagunça no sono?

A mãe precisa receber a orientação de um pediatra ou de um profissional da saúde. Assim como o médico orienta sobre a mamada e outros cuidados, deve-se dar atenção ao sono. E esse cuidado deve ser iniciado ainda na maternidade. Esse período é importante para observar e aprender a cuidar da criança. Com o tempo, a mãe vai aprender a identificar os diferentes sons emitidos pelo bebê, que nem sempre são de fome ou sono.

+ Saiba como deixar o berço seguro 

Criar uma rotina é um dos segredos de um sono saudável?

Sim, as rotinas têm que ser criadas desde pequenininhos. O ambiente é fundamental, pois o quarto precisa ser o mais ventilado e tranquilo da casa e não pode ser muito claro e nem muito escuro. Às vezes é interessante deixar alguma luz fraca para passar mais segurança, caso contrário, o bebê procura este conforto no quarto dos pais. Colocar somente roupas confortáveis, sem rendas, por exemplo. E não é mais indicado fazer “charutinho”, enrolando todo o bebê, pois ele precisa estar livre para se movimentar.

Quanto menos coisas no berço, melhor, porque alguns objetos, como a almofada e até o cobertor podem sufocar. Tem criança que se mexe muito e vai parar dentro das cobertas. Também é prudente evitar cobertores ou mantas com franja, por exemplo, que podem entrar no olho.

+A importância de uma rotina para o bebê 

Durante o dia é bom deixar as janelas abertas para a criança perceber a diferença entre claro e escuro?

Sim, apesar da criança perceber isso somente aos 3 meses, é melhor deixar a claridade entrar. É preciso criar uma rotina e mostrar a ela que existe o barulho natural da casa durante o dia e, à noite, tem menos barulho, vem a escuridão, e portanto é hora de dormir. Isso é tudo aprendizado, que na ciência, chamamos de amadurecimento do ritmo circadiano.

É aconselhável privar o cochilo da tarde para o bebê dormir à noite?

Não, o processo é fisiológico. Se ele não tirar o cochilo, o bebê corre o risco de dormir no jantar ou ficar mais desperto, porque passou o horário do sono.

E em que idade, o cochilo pode ser retirado?

Geralmente, a criança vai indicar. Assim como o peito, chega a hora em que ela se desinteressa. Os cochilos costumam durar em torno de uma hora e, se a criança passar a tarde toda dormindo, ela não terá uma boa noite de sono durante a noite. É nessa hora que um especialista deve ser procurado.

 

“O colo sempre foi uma extensão do útero. A criança está ouvindo o coração da mãe bater e sente-se aconchegada e amada”

 
Algumas mães têm receio de fazer o bebê dormir no colo para não acostumá-lo “mal”. Precisa ter essa preocupação?

O colo sempre foi uma extensão do útero. A criança está ouvindo o coração da mãe bater e sente-se aconchegada e amada. Mas ela vai perceber também o nervosismo e a irritação e aí não irá gostar. Então, o colo é um recurso para tranquilizar o bebê e dizer palavras afetuosas: ‘Vou pegar você no colo, nós vamos dormir, eu vou cantar umas musiquinhas e depois cada um irá para sua cama’. Mesmo que a criança ainda durma no berço no quarto dos pais, deve obedecer a uma rotina. Por outro lado, tem criança que dorme sozinha no berço porque foi acostumada e a mãe só precisa ficar uns minutinhos no quarto. Cada mãe vai criar a sua rotina.

+Colo demais pode deixar o bebê manhoso?

 

CT-OSonoDoBebe1-311016

E o colo pode deixar a criança manhosa?

Bebê fica manhoso em qualquer hora e geralmente isso acontece com mães inseguras ou muito ausentes. A criança precisa fazer algo para chamar atenção da mãe e isso não é só em relação ao colo. Então, para evitar a manha, muitas usam o bebê-conforto. Só que o contato físico é extremamente importante. Está com medo de associar colo e sono? Utilize também outros recursos, como ler uma história, cantar uma música, colocar no berço e conversar com a criança. E outro detalhe: não acho certo deixar a criança se esgoelar no berço até cair cansada de sono. Fingir que não ouve só vai deixar a criança insegura, sem saber distinguir o que é certo e errado.

E para aquelas crianças de 1 ano que ainda acordam de madrugada?

Nessa fase, o bebê quer atenção ou está molhado, com medo ou até fome. Às vezes, é preciso readequar o horários das refeições para que a criança consiga passar um tempo maior sem se alimentar. Não dá para jantar às 17h, dar mamadeira às 20h e desejar que ela durma até às 6h da manhã. Nessas condições, a criança vai acordar com fome duas vezes na noite. Em outros casos, é o contrário. Ela não conseguiu dormir, porque tomou muito leite. Por isso, deve buscar a orientação do pediatra. Outra forma de contornar isso é oferecer objetos chamados de transicionais, como uma fraldinha ou um ursinho, que passem segurança e que irão fazer o “papel de mãe”. Outra forma de passar segurança é responder a um choramingo e dizer: ‘mamãe está aqui, está tudo bem, pode dormir’. A grande maioria dorme a noite toda a partir de um ano ou dois de idade, com exceção de mudança da rotina, como doença e viagem.

Não é indicado dormir na mesma cama em nenhuma idade, por questão de segurança e conforto. Ocasionalmente, tudo bem, no caso de doença, ou quando a criança quer proteção e carinho, mas não pode virar rotina.

E quando o bebê troca o dia pela noite?

Muitas vezes é para compensar a falta dos pais. Então, com a chegada da mãe, a casa fica agitada e ele quer participar da “farra”. Nesse caso, é preciso brincar com a criança por meia ou uma hora e iniciar o ritual do sono: colocar pijama, escovar os dentes e diminuir os estímulos. Também é necessário checar se a criança não está dormindo demais durante o dia com a babá, com a avó ou com a própria mãe. Muitas gostam que ele estique o cochilo, para fazer as tarefas do dia a dia. Ou pode ser até por genética dos pais, que vão para cama tarde e o mesmo acontece com a criança. O importante é observar quais os fatores que estão levando a essa troca. Um especialista pode ajudar a identificar o problema.

E dormir na mesma cama?

Não é indicado dormir na mesma cama em nenhuma idade, por questão de segurança e conforto. Ocasionalmente, tudo bem, no caso de doença, ou quando a criança quer proteção e carinho, mas não pode virar rotina.

Existem doenças que atrapalham o sono?

Sim, como as cólicas do recém-nascido, bronquite, bebê roncador por conta de rinite ou nariz entupido, refluxo, ronco e apneia que está associado ao tamanho das amígdalas e adenoides (mais comum após os dois anos) e até barriga estufada no caso de quem não recebe leite materno, porque a digestão é mais difícil. Isso tudo faz o bebê acordar mais vezes durante a madrugada.

Qual é o seu conselho final para as mães que têm dificuldades em relação ao sono do bebê?

Observe e conheça seu filho. Assim como a mãe namorou o marido, a mãe precisa de um período para conhecer o filho. Ele foi gerado, depois separado da barriga e precisa de segurança, amor e carinho. E quem vai proporcionar isso é a mãe e o pai. Dessa forma, ele vai dormir tranquilo.[/fusion_text]

Veja abaixo a quantidade média de horas que um bebê precisa dormir até os dois anos de idade. Alguns podem dormir mais, outros menos e isso é perfeitamente natural. Na dúvida, sempre consulte o pediatra.

Assista ao vídeo da entrevista:


Fonte: Lucila Bizari Fernandes do Prado, pediatra com treinamento em Distúrbios do Sono em Crianças pelo The Johns Hopkins Hospital, Baltimore, USA (2000-2001). Possui área de atuação em Neurofisiologia Clínica e Medicina do Sono. Trabalha no setor de Neuro-Sono da Disciplina de Neurologia da EPM/Unifesp, sendo coordenadora do ambulatório de Sono e do Laboratório de Sono e Pesquisa do mesmo setor. É diretora do Departamento Cientifico de Medicina do Sono em crianças e adolescentes da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

 

28 Comentários

  • Olá, minha bebê tem 4 meses e o sono é sempre instável. Já tentei criar uma rotina, mas sem muito sucesso. Cada dia dorme num horário, as vezes acorda de madrugada e sempre com aquele sono agitado, se batendo bastante. A impressão que dá é que ela não descansa, que está sempre ligada. Aí, para que eu possa descansar um pouco, acabo colocando ela pra dormir conosco na cama. Alguma dica de como melhorar isso? Esse sono agitado é normal??

  • Olá. Tenho uma bb de 1 ano e 7 meses. Ela dorme sozinha no berco dela no quarto junto cm a irma. Ela nao mama no peito. Mas ha meses que ela acorda tipo 4 ou 5 x na noite resmungando e chorando. Querendo mamar. As vezes ela volta a dormir mas a maioria das vezes ela fica acordada. Ja tentei de tudo. Temos rotina do sono certinho aqui em casa . Ela ate dorme bem no inicio mas depois da 1 da manha ela acorda diversas vezes. De dia tira uma soneca de 2 h. Estou desesperada sem dormir ha meses. O que pode estar havendo? Obg

    • Olá,
      No soninho da tarde procure deixar o quarto bem iluminado, para que ela perceba que é dia. A noite, o quarto deve estar escuro e silencioso. Isso vai ajudando ela perceber a diferença entre dia e noite.

  • Boa noite,
    O meu bebé tem 6meses e anda numa fase que acorda muitas vezes durante a noite.
    Acorda a chorar e só o consigo acalmar no colinho.
    O único modo de não acordar tanta vez é dormir na cama dos papás.
    Durante o dia dorme sestas de 30m.
    E eu penso, onde o bebê o sono!
    Estou desesperada…
    😥😥😥

    • Olá,
      Muitas vezes o bebê precisa de uma rotina, dormir sempre no mesmo horário, após um banho morninho e uma boa mamada.
      Procurar manter o ambiente escuro e calmo para que ele diferencie o dia da noite.
      Durante o dia mantenha o local que ele dorme bem iluminado para que ele durma menos e que venha distinguir o dia.
      com o tempo tudo vai se normalizando e ele terá noite inteiras de sono.

  • Olá, meu RN tem 18 dias e só dorme no colo, mas eu preciso fazer as coisas em casa. Ele não fica no berço e nem no carrinho….. Como faço pra ele acostumar a ficar em outros lugares?

    • Olá,
      Você já tentou colocá-lo no carrinho ou no berço e manter sua mão junto ao corpinho dele por alguns minutinhos, dando a segurança que não foi embora?
      Mantenha sempre o carrinho perto de você, evite se distanciar nos primeiros dias até que ele perceba que tem companhia. Talvez ele se sinta inseguro e logo essa sensação vai passar.

  • Boa tarde !
    Minha bebê tem 1 mês e dorme pouco durante o dia e a noite também .
    Muitas vezes o sono seja dura 3 horas , outras 2, e até meia hora . E quando acorda durante a madrugada demora em torno de umas 2 horas para dormir novamente . Fico muito cansada pois não consigo dormir . O que posso fazer para que ela consiga durmir bem a noite ?

    • Olá,
      Esses primeiros meses são para adaptação do bebê, e falta de sono regular para a mamãe a deixa muito cansada.
      Uma boa dica é deixá-la em lugar iluminado durante o dia, não escurecer o ambiente. E a noite procurar deixá-la em ambiente com pouquíssima luz, isso ajudará a distinguir o dia e a noite.´
      Criar uma rotina também ajuda. Um banho e uma longa mamada, sempre no mesmo horário.
      Com o tempo ela vai aumentando o tempo do soninho.

  • Bom dia! Minha bebê tem três meses e dorme a noite toda (dorme às 19h30 e acorda as 5h30 para mamar, volta q dormir e acordar as 7h). Entretanto, tem muita dificuldade com as sonecas diurnas. Ela pode estar dormindo demais a noite e isto prejudicando as sonecas?

  • Boa noite! Tudo bem?
    Meu bebê começou a acordar e chorar com muita intensidade nas últimas duas semanas.
    Depois que mama, acalma um pouco, mas as vezes nem assim. Continua chorando e fica todo vermelhinho. Outro detalhe, é que só está se acalmando de barriguinha para baixo e isso vem nos preocupando muito.
    Por favor, poderiam nos enviar vossos comentários?
    Obrigado!

    • Olá,
      Como não sabemos a idade do seu bebê fica mais difícil compreender.
      Se ele ainda tiver alguns meses, é provável que sejam cólicas e a posição de barriguinha para baixo o conforte.
      Você poderá também verificar se algumas massagens ou movimentos com as perninhas o ajudam a eliminar gases e se também lhe dá conforto.
      É muito importante descobrir o que causa esse desconforto.

  • Olá. Gostaria de saber qual a posição mais adequada para o rn dormir: de barriga para cima ou de lado??? Não estou encontrando consenso sobre isso, alguns defendem barriga para cima outros de lado….outra duvida… Devo utilizar travesseiro ou não é necessário?

  • Ola sempre fiz todos rituais para meu filho dormir.agora ele dorme no quarto dele mas ainda assim com 2 anos ele acorda a Noite e vai para meu quarto;as vzs acorda chorando.desde bebe ele é assim…ele ainda nao fala acho q a falta de sono dificulta isso tbm

    • Agradecemos o seu contato.
      Aos poucos ele vai acostumando e sentindo segurança em dormir longe de voces.
      É muito importante acompanhar o desenvolvimento do seu filho com o pediatra em consultas periódicas.

    • Olá,
      Como você não mencionou a idade do seu bebe, e também não sabemos se ele tem refluxo ou se simplesmente as vezes regurgita o leite, gostariamos de aconselhar no primeiro momento que você observe se ele não arrota, se regurgita apenas o excesso da mamada.
      Caso ele realmente tenha refluxo o travesseiro é recomendado tanto no berço como no carrinho, sendo colocado por baixo do lençol para que ele não ofereça risco de sufocamento.
      Utilize travesseiros que façam uma leve inclinação e sempre com o bebê dormindo de barriga para cima. Eles favorecem a digestão e a respiração.
      Esperamos ter ajudado.

  • Olá! Meu bebê até os 5 meses dormia a noite toda, voltei a trabalhar e tudo mudou. Hoje ele tem 1A2M e acorda pelo menos 2x na madrugada. Só dorme com mamadeira. Já tentei deixar chorando mas ele desperta e não dorme mais. De dia ele tem uma rotina ótima de alimentação e 2horas de sono à tarde. Mas as noites são difíceis por aqui… Pode me ajudar?

    • Olá,
      Você já tentou dar um banho morninho, antes de colocá-lo no berço?
      Alguns fatores interferem no sono. Calor excessivo, que agora vai se amenizando, barulhos, alimentação pesada no jantar (alimentos que ele tem dificuldade em digerir), e outros.
      Aos poucos ele vai se adaptando e dormindo toda noite, sem interrupção.

  • Olá meu filho tem 6 anos e não cose fui dormir sozinho no quarto o que devo fazer. Ele só quer dormir comigo no meu quarto,

    • Olá,

      Voce pode começar ficando ao lado da cama dele, demonstrando que está perto e dando segurança a ele, até que adormeça.
      Deixar uma pequena luz e a porta entreaberta para que perceba que será atendido também pode ser uma boa sugestão.

      Um abraço

      Equipe ClickBebê

  • Boa tarde… minha filha tem cinco meses e só dorme no peito… não sei por onde começar para estimula la a dormir sozinha… poderia me ajudar?

    • Olá, Mariana! Tudo bem? De acordo com o conhecimento que você tem de sua bebê, é possível criar algumas maneiras de estimula-lá a dormir sozinha no berço. O importante é criar uma rotina e fazer essa transição aos poucos, até que ela esteja acostumada. Dá pra fazer isso colocando-a no berço e ficando ao lado dela e, aos poucos, ir reduzindo sua presença no quarto até que ela se acostume. Também é sempre válido conversar sobre isso com o pediatra da sua bebê, pois ele certamente saberá orientá-la. Esperamos ter ajudado. Abraços, Equipe Clickbebê.

  • Meu filho tem 6 meses e durante o dia ele só quer dormir no meu colo,mais a noite ele dormi bem e sozinho,o que eu faço pra que ele foque dormindo sozinho durante o dia?

    • Olá, Cione, tudo bom? Nessa fase, é comum que o seu pequeno ainda tenha dificuldades para dormir sozinho. A partir dos nove meses de idade é que o bebê começa a aprender a dormir sem os pais por perto. Por enquanto, você pode tomar algumas medidas como criar uma rotina para o bebê, deixando definido os horários do sono e das mamadas, por exemplo. Esperamos ter ajudado! Abraços, equipe Clickbebê.

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *