PAGE-TYPE=single

Posição de amamentação: conheça as diferentes maneiras e encontre a mais confortável

Saber qual posição é indicada a cada caso pode ajudar no sucesso do aleitamento
8 Comentários

É muito comum ter dificuldades no início da amamentação. Afinal, tanto a mãe quanto o filho precisam de um tempo de adaptação em meio a tantas mudanças geradas após o parto. Conseguir a pega correta e chegar na melhor posição fazem parte desta fase e podem gerar medo e insegurança na mãe.

A posição inadequada pode favorecer o surgimento de fissuras ou escoriações nos mamilos. Emissão de estalidos ou barulho de ar quando o bebê tenta sugar o seio também é um sinal de que a pega não está correta. Para perceber quando o bebê não está curtindo a posição, é preciso prestar atenção em suas reações, já que ele chora e fica inquieto.

+ Pega correta é a chave para o sucesso da amamentação 

Para superar essa fase inicial, a informação e a orientação das enfermeiras ainda no hospital é essencial. Não há necessidade de desânimo, já que a amamentação é um aprendizado diário e aos poucos a mãe e o bebê conseguem chegar na posição mais confortável.

“Adequar-se às posições indicadas pode demorar algum tempo. “É muito importante a mãe manter a calma e passar tranquilidade ao bebê, sempre respeitando os intervalos, diz Monica Pontin, supervisora do Grupo de Apoio ao Aleitamento Materno (GAAM), do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco.

O importante é tentar várias vezes as diferentes posições até acertar. Em qualquer situação, o importante é corrigir, ter paciência e começar de novo. “Não existe posição ideal. A mais indicada é aquela na qual a mãe e o bebê se adaptam melhor, sentindo-se confortáveis”, indica a enfermeira Monica.
Acompanhe as posições, experimente e veja qual delas traz mais conforto:

Posição tradicional

Na maternidade, as enfermeiras costumam indicar a posição clássica para as primeiras tentativas, que consiste em colocar o bebê posicionado em uma das mamas, com sua cabeça apoiada na região da dobra do braço e, a mão, do mesmo lado onde a cabeça está apoiada, apoia o bumbum. Um travesseiro ajuda o braço ficar apoiado e alivia o peso do bebê.

Para os bebês prematuros, a recomendação é diferente, já que eles dormem com facilidade durante as mamadas. A orientação é que a amamentação seja feita na posição invertida ou cavalinho.

 

Posição cavalinho ou cavaleiro

Nesta posição, a mamãe deve estar confortavelmente sentada e com as pernas cruzadas. Já o bebê fica encaixado na perna da mãe e com as pernas levemente abertas, como se ele montasse um cavalo. A mãe apoia a cabeça e o pescoço do bebê com uma mãe e, com a outra, oferece a mama.

Embora exista uma certa resistência nessa posição, principalmente pelo medo de machucar a coluna do recém-nascido, é muito recomendado para bebês pequenos (prematuros) e aqueles que têm facilidade em adormecer durante a mamada. Também é uma boa opção para os que sofrem de refluxo – como a criança fica na vertical, em vez de deitada, o leite não volta com tanta frequência. Ou ainda para mulheres com mamas grandes ou doloridas.

 

 

Posição invertida

A mamãe deve estar sentada. O bebê é deitado em um travesseiro e seu corpo deve ser colocado por baixo do braço da mãe, de forma que os pés do bebê apontem para as costas da mãe. Em uma das mãos a mãe apoia a cabeça do bebê e, com a outra, oferece a mama. É indicada para bebês pequenos ou para a mulher com mamas grandes.

 

 


Fonte: Monica Pontin, enfermeira e supervisora do Grupo de Apoio ao Aleitamento Materno (GAAM) do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco (COREN/SP 140541)

8 Comentários

  • Meu nome é Andressa estou tento muita dificuldade em amamenta minha bebê de 1 mes meus seio estão muito feridos sangra nao sei mais o que fazer nao quero tira ela do peito preciso de ajuda por favor

    • Olá,
      Essa situação é realmente muito difícil para a mãe, mas não pode ser motivo de desistencia para amamentar! é necessário cuidar dos bicos dos seios com uma fina camada de pomada que contenha lanolina, dar um banho de sol nos seios (tomar uns minutinhos de sol todos os dias), e manter os seios limpos e sequinhos.
      O próprio leite materno ajuda a tratá-los.
      É muito importante verificar se sua bebê está pegando corretamente o seu bico. A pega incorreta ajuda a ferir.

    • Eu usei a pomada Millar. Ja levei junto pro hospital e comecei a usar lá mesmo. É maravilhosa. Pude amamentar tranquilamente.

  • Olá me chamo roberta .meu leite diminuiu uns 70 por cento o volume minha filha tem 10 DIAS de nascida. Tô ficando sem leite .tô desesperada ..pois ela chora muito a noite. ..

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *