PAGE-TYPE=single

Pega correta é a chave para o sucesso na amamentação

Acompanhe corretamente o passo a passo
0 Comentários

A amamentação nem sempre é um processo fácil e instintivo. A pega e a posição correta do bebê no colo da mãe são fundamentais para evitar dor e fissuras no mamilo. Incômodo ao mamar, choro, irritação são alguns dos sinais de que há algo errado.

+Descubra o seu tipo de mamilo e com isso influencia no sucesso da amamentação

“Se a pega não estiver correta, o bebê pode mamar pouco, dificultando o ganho de peso adequado. Também não consegue relaxar e dormir ou mama em intervalos bem curtos. Para a mãe, a pega incorreta machuca os mamilos, afetando-a fisicamente e psicologicamente, trazendo como consequência a introdução de leite artificial, mamadeiras e o desmame precoce”, diz a consultora de aleitamento materno Patrícia Dias, da Materno Mundi, que oferece consultoria de amamentação e sono do bebê.

+Especialista dá todas as dicas sobre o sono do bebê

“Alguns problemas da amamentação têm relação com a pega correta, como fissuras, dor, ingurgitamento, mastite e bebês que não ganham peso. E muitas mães, por não terem auxílio e a informação necessária, acabam deixando de amamentar, pois acham que não ‘levam jeito’, que não aguentam a dor ou que seu leite é fraco. Com uma orientação correta, a pega pode ser rapidamente corrigida”, afirma a consultora.

+Fissuras no peito podem ser tratadas com laserterapia

Acompanhe o passo a passo da pega correta:

• O bebê deve ficar com a boca bem aberta, com o lábio inferior virado para fora, como se fosse “boquinha de peixe”, e o nariz não deve encostar no seio, deixando que o bebê respire normalmente;

• O bebê deve abocanhar grande parte da aréola (parte mais escura do seio) e não apenas o mamilo;

• Lábio inferiores devem ficar virados para fora e o queixo encostado no seio. Se for preciso corrigir deve-se, com as pontas dos dedos, desvirar suavemente os lábios para fora;

• O posicionamento correto do bebê deve ser com o corpo junto ao da mãe durante toda a mamada; rosto de frente para a mama, com nariz na altura do mamilo e queixo encostado na mama; cabeça e tronco bem alinhados.

• A mãe não deve sentir dor nos mamilos (pode sentir umas fisgadas no começo, que corresponde aos reflexo de descida do leite);

• Após a mamada, o bebê parece satisfeito.

A sucção é feita pela língua do bebê, graças a um movimento rítmico da ponta da língua para trás, que comprime suavemente o mamilo, fazendo com que as bochechas encham. Dessa maneira, forma-se um vácuo entre a boca do bebê e a mama da mãe.

+Vídeo: seios ingurgitados; veja como resolver


Fonte:
Patrícia Dias, consultora de sono e aleitamento materno da Materno Mundi e certificada pela International Academy of Baby Planner Professionals (IABPP)

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *