PAGE-TYPE=single

Massagem da borboleta traz conforto emocional para os bebês. Aprenda os movimentos com a especialista

Contato estimula o vínculo entre pais e bebês, além de aliviar cólicas e proporcionar um sono tranquilo
0 Comentários

A massagem Toque da Borboleta, técnica da bioenergética suave, foi criada pela americana Eva Reich após ela encontrar Frederick Leboyer, criador da Shantala. O intuito é promover o contato entre pais e bebês, além de aliviar estresses e bloqueios emocionais originários na gestação.

+Shantala alivia cólicas e melhora o sono do bebê 

Segundo a psicóloga Gloria Cintra, coordenadora do espaço Massagem Biodinâmica, o objetivo da técnica é restaurar a energia e o equilíbrio emocional por meio do toque delicado e caloroso.

“A vantagem é que o toque da borboleta não exige o uso de óleo e pode ser realizada nos primeiros dias de vida do bebê, por ser uma massagem muito suave”, diz Gloria, que ensina a técnica às mães.

O Toque da Borboleta aumenta a percepção corporal e até conforta pacientes com saúde comprometida, já que ocorre uma troca benéfica entre quem recebe e quem oferece o toque. Na hora da massagem, escolha um ambiente tranquilo e aquecido, ou então escolha um horário quente do dia.

+ Os benefícios do contato pele a pele para a mãe e o bebê   

Benefícios da massagem:  

– Ajuda a fortalecer o vínculo pai/mãe/bebê

– Ajuda a acalmar as cólicas

– Proporciona um sono tranquilo

– Ajuda a aliviar o estresse da época da dentição

– Tonifica os músculos do bebê

– Aumenta a percepção corporal do bebê

– Melhora a digestão, circulação e aumenta a resistência a doenças

– Ajuda no crescimento de relacionamentos emocionais saudáveis

Veja abaixo as instruções para realizar a massagem, de acordo com a psicóloga Glória, que também é professora e Coordenadora no Instituto Brasileiro de Psicologia Biodinâmica. Antes de iniciar, lave as mãos, enxugue-as e as esfregue uma contra a outra para esquentá-las e concentrar energia. Os toques devem ser suaves e carinhosos:

  • Delicadamente, coloque as duas mãos no rosto do bebê e desça até o queixo. Repita três vezes o movimento, com o cuidado de nunca tirar as duas mãos ao mesmo tempo do rosto da criança.
  • Coloque dois dedos de cada mão no meio da testa, deslizando até as têmporas. Retorne a posição inicial, uma mão de cada vez, e repita três vezes o movimento.
  • A partir da sobrancelha, faça pequenos círculos com o dedo indicador ao redor dos olhos, enquanto a outra apoia a cabeça. Repita três vezes.
  • Coloque dois dedos de cada mão na ponta do nariz e desça até as orelhas. Retorne à posição inicial – cada mão de uma vez – e repita três vezes.
  • Cuidadosamente, segure a cabeça do bebê com uma mão. Com o indicador da outra mão, faça pequenos círculos no queixo. Repita três vezes.
  • Segure a cabeça do bebê com a mão esquerda. Com dois dedos da direita, desça até o começo do osso externo. Repita três vezes.
  • Vire a cabeça do bebé para o lado. Com uma das mãos bem aberta, acaricie-a, desde a orelha até o ombro. Faça este movimento três vezes de cada lado.
  • Toque o bebê com uma mão. Com a outra, o massageie do ombro às mãos. Pressione o seu polegar na mãozinha da criança, abrindo-a e virando-a para cima. Repita três vezes de cada lado.
  • Deslize as duas mãos desde o ombro até a pélvis. Repita três vezes, lembrando que enquanto uma mão sobe, a outra fica.
  • Deslize dois dedos desde o pescoço até próximo aos genitais, tocando outra parte do corpo com a mão livre. Se o umbigo ainda não cicatrizou, faça o movimento, mas não toque. Repita três vezes.
  • Massageie a perna do bebê com uma mão, enquanto a outra toca qualquer parte do corpo. Na sola do pé pressione com o polegar, acompanhando a curva do pé até os dedinhos. Três vezes de cada lado.
  • Toque a cabeça da criança em direção à orelha até o ombro. A mão livre segura outra parte do corpo. Repita três vezes.
  • Toque os braços, um de cada vez, fazendo uma leve pressão ao chegar na mão do bebê. Três vezes de cada lado.
  • Começando pelos ombros, as duas mãos descem até o bumbum. Para voltar à posição inicial, suba com uma mão de cada vez. Repita três vezes.
  • Com dois dedos, faça uma rotação ao redor de cada vértebra, descendo até o cóccix. É feito apenas uma vez.
  • Com uma das mãos toque o bebê e, com a outra, deslize sobre toda a perna, fazendo uma leve pressão com o polegar na sola do pé. Repita três vezes.

Ao terminar a massagem, coloque o bebê no colo, como   um   arco.   Por dois minutos, faça movimentos   da   direita   para   a   esquerda.   Isso contribui para uma boa postura e equilíbrio.


Fonte:
Psicóloga Gloria Cintra, coordenadora da Massagem Biodinâmica. É também professora e Coordenadora no Instituto Brasileiro de Psicologia Biodinâmica e psicoterapeuta corporal com formação em: Reich, Biossíntese e Biodinâmica, com enfoque winnicottiano.

(CRP 06-7660)

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *