PAGE-TYPE=single

Inchaço e desidratação podem afetar a grávida no verão

Saiba como amenizar os desconfortos durante a época de calor
0 Comentários
Inchaço

É um dos principais sintomas da gestação, pois o organismo da mulher tende a acumular líquidos, deixando algumas partes do corpo inchadas, principalmente os pés e as pernas.

“Como o calor tende a dilatar ainda mais os vasos sanguíneos, a mulher deve procurar alternativas para aliviar a sensação. Entre elas estão a drenagem linfática e aumentar o consumo de água e alimentos diuréticos”, esclarece o ginecologista e obstetra Alberto Guimarães.

Evitar passar longos períodos em pé ou sentada e fazer exercícios também são atitudes que evitam o inchaço, assim como elevar os pés, sempre que possível, para favorecer a circulação.

A escolha das roupas usadas também pode favorecer o inchaço, já que peças e calçados apertados agravam a situação e ainda podem causar varizes. As meias elásticas, quando usadas sob a orientação do médico, também são grandes aliadas do combate ao inchaço.

+ Varizes na gestação; saiba como evitar

Vale lembrar que, apesar do inchaço ser comum na gestação, o problema pode ser também sinal de algo mais grave, como pré-eclâmpsia e trombose, principalmente quando ocorre logo no início da gravidez e de forma mais intensa. Por isso, é importante não menosprezar os sintomas e sempre consultar o obstetra.

Exposição solar

As gestantes devem estar atentas aos cuidados com a pele, sem exagerar na exposição solar, e tomar medidas de proteção, como o uso de filtro solar e chapéu, além de evitar os horários impróprios, depois das 10h e antes das 16h.

Isso, porque na gestação há um aumento do hormônio que controla a melanina, substância responsável pela pigmentação da pele, aumentando as chances de manchas, principalmente na região do rosto. Daí a importância de escolher um protetor solar com proteção UVB e UVA.

+Veja como evitar manchas na pele

“O filtro solar deve ser passado de duas em duas horas ou depois de cada mergulho, para garantir um rosto sem manchas. Outra dica importante é trocar a calcinha do biquíni no mesmo período, para evitar infecções vaginais”, alerta o obstetra Alberto Guimarães.

+ Corrimento vaginal é comum durante a gestação; saiba como prevenir

Desidratação

Você já deve ter ouvido falar sobre a importância de manter o corpo hidratado para o bom funcionamento do organismo, principalmente no verão. E para as gestantes, isso é ainda mais necessário.

O consumo de água na gestação mantém a irrigação da placenta e do útero, a pressão arterial estabilizada, ajuda na circulação e a prevenir infecções urinárias, ao eliminar as toxinas do organismo. Quem não se hidrata corretamente pode sofrer com náuseas, desidratação e pode até mesmo afetar o desenvolvimento do bebê.

Por isso, é importante tomar no mínimo 2 litros de água por dia. “A mãe pode manter uma garrafinha com água sempre em mãos. É muito importante se manter hidratada durante todo o dia, para evitar dores de cabeça e tonturas causadas pela desidratação”, finaliza o médico.


Fonte:
Alberto Guimarães, ginecologista, obstetra da clínica Parto Sem Medo e defensor dos conceitos de Parto Humanizado e presidente do Instituto Michel Odent (CRM/SP 66026)

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *