Mesmo após o parto, os hormônios ainda estão agindo e, com isso, seu útero continua a se contrair e o leite logo aparecerá.

Pela mesma razão, você poderá oscilar entre a depressão e a euforia.

Além disso, terá um pouco de desconforto, os seios inchados em função da “descida” do leite, sangramento vaginal, cólicas abdominais (em função do útero contraindo) e dores nas incisões que foram efetuadas, quer seja a episiotomia de um parto natural, quer seja a cicatrização maior de um parto cesariano.

Se houve corte próximo à vagina (episiotomia), mantenha a cicatriz bem limpa, lavando-a com sabonete durante o banho ou após usar o banheiro, e secando bem o local. A região está cicatrizando e pode ficar dolorida. Não se preocupe, os pontos vão cair sozinhos.

Caso você tenha passado por um parto cirúrgico, mantenha a cicatriz bem limpa, lavando com sabonete durante o banho e secando-a bem. Os pontos deverão ser retirados 8 a 10 dias depois, no posto de saúde ou com o seu médico obstetra.

Mesmo estando na maternidade, você poderá iniciar alguns exercícios de alongamento e isometria para que muitos problemas sejam evitados. Lembre-se deles na maternidade, mas tenha bastante cuidado ao realizá-los. E antes de dar início a qualquer atividade, consulte sempre o seu médico obstetra.

Exercícios:

– Deitada de costas na cama, com as pernas estendidas e unidas, estenda os pés para cima e para baixo 30 vezes. Realize este exercício 3 vezes por dia.
– Deitada de costas na cama, com pernas estendidas e um pouco afastadas, gire os pés 15 vezes para dentro e 15 vezes para fora. Faça este exercício 3 vezes ao dia.
– Deitada de costas na cama, com as pernas flexionadas e a sola dos pés apoiadas na cama e a mão direita ou esquerda sobre o abdômen, realize uma inspiração profunda pelo nariz e expire depois, soltando o ar lentamente pela boca. Perceba que os músculos abdominais são “puxados” para dentro no final da expiração. Faça este exercício 4 vezes seguidas, 3 vezes ao dia.
– Deitada de costas na cama, com as pernas flexionadas, as solas dos pés apoiadas na cama e braços flexionados ao lado do corpo. Contraia os glúteos e expire forçando as costas sobre a cama. Segure nesta posição, conte até 4 e relaxe. Realize este exercício 3 vezes ao dia.


Revisado por: Marcus Cavalheiro, Médico Ginecologista e Mestre em Obstetrícia pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp) (CRM/SP 30.077)