10˚ mês do bebê

Nesse mês os bebês já compreendem melhor as coisas: entendem que vão sair quando se vestem e entendem que irão comer quando ouvem sons da preparação de comida.
Mostrar os álbuns do bebê contendo fotos e repetir nomes de objetos várias vezes é excelente para o desenvolvimento da fala e mente do bebê.

Pode-se dizer que os bebês já nascem brincando. Consequentemente, eles vão sempre querer brincar. Eles copiam atos de outras pessoas e adoram repetir palavras fáceis que ouvem. O mais importante não é pronunciarem as palavras corretamente, mas poderem falar, nem que do seu jeito. Eles copiam a voz, a mímica, as reações da mãe e do pai. Eles começam a entender mais algumas palavras no que você diz. Tenha cuidado ao falar com eles, cuidando do seu tom de voz e expressões: não esqueça de que você será o modelo de comportamento para o bebê.

Não considere disciplina como “regras rígidas”, pense nelas apenas como amor e comportamentos referenciados. Ele deverá aprender o que é certo ou errado, e protetor ou perigoso, assim como o significado das mudanças, mas sem ser agredido. A disciplina deve ser implantada gradativamente e com muita, muita, muita paciência, razão pela qual é importante acostumar-se a usar a palavra “não” nos momentos apropriados, sem grande frequência.

Não há necessidade de regras muito rígidas, mas não esqueça de que as regras devem ser válidas em qualquer tempo e lugar, para serem efetivas e estáveis.

11° mês do bebê

037Um bebê já é capaz de ficar em pé aos 11 meses, mas não são todos que têm esta capacidade, pois cada bebê tem o seu tempo de desenvolvimento.

Ele até pode tentar posições diferentes, como ficar de pé na ponta dos dedos, de pé sobre um pé, se apoiando em alguns outros lugares. Eles podem levar seus brinquedos no chão, pois podem se curvar e levantar de novo. Eles aprendem a sentar-se lentamente sem cair. Seu bebê vai cair algumas vezes durante o período em que estiver aprendendo a andar, o que é bastante comum.

Não se esqueça de verificar a segurança da casa, mais uma vez cuidado com objetos perigosos e escadas, se elas existem na residência. Alguns bebês gostam de andar segurando as coisas, outros não: observe qual é a preferência do seu bebê.

O bebê entende a cada vez mais palavras e seus significados. Quando se lhe pergunta: “Onde está a bola?”, ele joga a bola. Quando se lhe pergunta: “Vamos sair?”, ele vai para perto da porta. O total de palavras vai aumentar e, embora ele as entenda, não poderá dizê-las corretamente. Ele usa palavras diferentes, sem saber ainda seus exatos significados.

Algumas crianças apresentam uma fala claramente compreensível, outras não, pois isto varia de criança para criança. E bom ler para o bebê livros de história, desde o nascimento e principalmente nessa fase, mostrando-lhe fotos e imitando as vozes e os movimentos, deixando-o virar as páginas quando é hora de passar para outra.

Assim que o bebê esboçar os primeiros passos deve ser deixado a andar de pés descalços em casa. Esta é melhor forma para a musculatura e o desenvolvimento. Se a família vive na cidade, o bebê deve poder andar de pé descalço no parque, por exemplo, para que ele não tenha medo da grama e do solo.

Ao comprar sapatos, faça o seu bebê experimentá-los, eles precisam ser bem flexíveis e confortáveis, dando preferência para os de couro ou de algodão (de acordo com a estação). Parte do calcanhar do calçado pode ser reforçado, pois isto protegerá os calcanhares do bebê. Comprar sapatos com, no máximo, um centímetro a mais do que o tamanho dos pés do bebê.

12° mês do bebê

Depois que o bebê começar a andar, não espere que ele venha ficar muito tempo sentado. A partir de agora, ele estará tentando andar todo o tempo.

Não se surpreenda se você vir seu bebê tentando subir, utilizando as gavetas da mesa de cabeceira para isso. Não deixe objetos pesados e quebráveis que eles poderiam empurrar da estante, pois isso poderá fazer-lhe mal. No entanto, não tire todos os objetos de seus lugares, já que ele terá de aprender a conviver com esses objetos. Desta forma, ele vai aprender como agir quando você visitar a casa de outras pessoas. E nunca deixe objetos afiados em lugares que seu bebê possa alcançar.

O bebê vai sempre aprender vocabulário novo: ele começa a entender melhor as palavras e, por isso, explicando coisas que você faz na vida diária. Sempre que possível, saia com o bebê e mostre para ele as árvores, os pássaros, os carros e os edifícios, e repita os seus nomes.

038

Caminhe diariamente com o bebê. Deixe-o tocar na grama, árvores e flores. Fazer castelos de cubos de plástico e derrubá-los em seguida é uma divertida opção. Ele também gostará de jogos baseados em adivinhação e de brinquedos com instrumentos musicais. Pode começar dando-lhe quebra-cabeças pequenos e fáceis. Continue lendo livros.

A mãe, neste entusiasmante primeiro período, foi quem mais conheceu o bebê. Como afirmou Donald Winnicott, importante pediatra e psicólogo da infância, “você irá conhecer o seu filho por causa do seu amor e orgulho por ele. E então você o estudará minuciosamente para dar-lhe todo o auxílio de que necessita, auxílio que ele só poderá obter da pessoa que melhor o conhece, quer dizer, de você, que é a mãe dele”.

Mas e o pai, qual foi o seu lugar nesse momento?

O pai tem uma função igualmente importante, embora diferente: também segundo Winnicott, “ele pode ajudar a criar um espaço em que a mãe circule à vontade”.

Pois é o pai quem deve criar condições no ambiente ao redor da mãe e do bebê para que ambos possam ter, de forma tranquila e protegida, essa relação muito próxima.

É verdade que as preocupações do cotidiano podem dificultar que esses cuidados todos ocorram de forma adequada. Mas é fundamental que o casal faça o possível para viabilizar e priorizar o momento do nascimento de seu bebê e os seus primeiros meses de vida.

O cuidado com o bebê é longo e leva anos, mas é essencialmente nesses primeiros 12 meses de vida, nos quais o bebê precisa da dedicação mais exclusiva, que estarão sendo lançados os fundamentos do desenvolvimento saudável de toda uma nova vida!


Revisado por: Isabela M. Forni, médica pediatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), autora do Blog Eludicar| Cuidado à criança. A profissional atende em unidades dr.consulta. (CRM/SP 163243).