7° mês do bebê

Este é o mês em que a maior parte dos bebês começa a engatinhar com firmeza. Ele deverá ser apoiado e encorajado, pois é necessário incentivo para engatinhar e, logo após, começar a andar.

A mãe pode colocar o brinquedo favorito do bebê a uma distância curta e incentivá-lo a pegar o brinquedo engatinhando. Não é recomendável o uso de andador, pois isto prejudica o desenvolvimento muscular e motor do bebê.

O bebê vai querer socializar e participar de conversas. O bebê vai tentar imitar vozes e barulhos que ouve, mostrando-se cada vez mais curioso por tudo que estiver a seu alcance.

O equilíbrio do bebê tenderá a se desenvolver bastante deste mês em diante. Ele pode sentar-se e desfrutar de si mesmo. Quando o bebê estiver segurando um brinquedo, pode ser dado a ele mais um, o que o forçará a usar ambas as mãos.

Comprar livros com imagens e ilustrações e que sejam pequenos o suficiente para que o bebê segure é uma boa opção. Ele pode ouvir histórias antes de dormir, pois isso será como uma conversa para ele.

O medo de estranhos pode aumentar neste mês. Por isso, quando a mãe ou o pai introduzirem uma nova pessoa no convívio da criança, devem ir devagar, não deixando que esta nova pessoa segure ou abrace o bebê imediatamente. Este medo faz parte do desenvolvimento da criança e, caso a aproximação seja rápida demais, o bebê pode rejeitar a pessoa.

Uma vez que o bebê começa a usar suas mãos de forma eficiente, mãe ou pai podem se perguntar qual será a mão dominante, se ele será destro ou canhoto. Então, é bom saber que, embora o bebê vá usar ambas as mãos durante o 1º ano, a mão dominante só estará definida na idade de 2 anos.

035A esta altura, além dos cuidados com o fato de que o bebê tentará pôr na boca tudo o que possa pegar, é muito necessário utilizar protetores nas tomadas elétricas, revestimento nas quinas mais agudas de móveis ou escadas e bloqueadores em gavetas com itens mais perigosos, como talheres e ferramentas de corte.

Um bebê de 7 meses de idade pode passar uma hora brincando por conta própria sem problemas, se a casa estiver adequada para ele. Parte deste tempo pode ser ao ar livre, lembrando que muitas vezes ainda é necessário trocar fraldas nos ambientes externos.

Se a mãe planeja deixar o bebê com uma babá ou a avó, pode ter certeza de que ele vai chorar muito: até este momento ela foi a proteção dele, mas ele vai parar de chorar um tempo após a mãe ter ido embora. A razão do choro é o medo natural de ser abandonado e este treino de afastamento-e-retorno da pessoa querida, se conduzido com amor e cuidado, pode ser muito bom para o desenvolvimento do bebê.

8° mês do bebê

Este é o mês que o bebê mostra um grande progresso em seu desenvolvimento. Alguns podem começar a ficar sobre seus próprios pés, porque aumenta o controle sobre os músculos. Os bebês precisam de apoio quando estão de pé, por ainda não serem capazes de se sustentar por um longo período de tempo.

Mas eles podem sentar sem ajuda, podem analisar o ambiente melhor do que antes e podem segurar as coisas para puxarem-se e ficarem de pé. Eles gostam de subir em móveis, escadas, e gavetas abertas e não se preocupam sobre como descer. Eles gostam de brincar com outros bebês.

O bebê começa a aprender como se comportar imitando a mãe. Ele não diz uma palavra significativa, mas imita as palavras dela. Então, a mãe pode ensinar-lhe alguns gestos básicos, como “tchau”, que podem ser aprendidos facilmente.

O bebê já sabe o que ele quer e pode ficar com raiva se não permitirem que ele faça o que gosta. A personalidade do bebê começa a se desenvolver. Neste mês, a visão do bebê está totalmente desenvolvida e ele consegue ver todos os detalhes ao seu redor. O bebê começa a se lembrar do passado e se comportar de acordo com estas memórias.

Se a mãe trabalha fora, deve tentar passar o máximo de tempo livre possível com o bebê. Nestes momentos, deve abraçá-lo, beijá-lo e falar com ele muitas vezes. Enquanto ela conversa com o bebê, suas palavras devem ser significativas e compreensivas.

Bebês estão sempre interessados em brinquedos brilhantes e coloridos. A maioria gosta de brincar com bolas de plástico. A mãe pode brincar de esconde-036esconde com o bebê, escondendo seus brinquedos e depois devolvendo-os a ele. Quando o bebê encontra seu brinquedo, fica feliz e animado.

Os bebês gostam de brincar em qualquer lugar que tenha gavetas e lugares pequenos que sirvam de esconderijo. Então, as facas e os objetos quebráveis ou afiados devem ser escondidos nas gavetas superiores, onde o bebê não alcança. Também devem ficar bloqueadas as gavetas ou os armários onde sejam mantidos produtos de limpeza e outros, que podem ser perigosos para a saúde do bebê.

A partir deste mês, o bebê pode pronunciar novas palavras. Por exemplo, já entenderá e tentará falar “mamadeira” e “carro”. O bebê irá mostrar que está disposto a falar, gritando. Neste mês, “não” e “sim” são termos que já terão sentido para ele.

9° mês do bebê

Neste mês, o bebê se torna tão atraente, que costuma hipnotizar todos ao seu redor. Começa a usar tudo o que aprendeu algum dia: pode segurar objetos com habilidade e começa a brincar com mais facilidade; o polegar e o dedo indicador são ferramentas úteis; a relação entre a chave e a fechadura, ou o frasco e a tampa, se torna óbvia para eles; “sapatos” e “bola” são palavras simples que ele pode se lembrar agora, assim como reconhecer frases simples como “para a mamãe” e “me dê”.

O bebê agora pode se sentar quando quiser. Ele vai também querer levantar-se e passear, mas pode não ser capaz de fazer isso sozinho, precisando então da ajuda de móveis ou de alguém.

Explorar o ambiente muito agradável para os bebês. Comprar brinquedos barulhentos e mostrar ao bebê como usá-los é uma boa opção, agora. Durante o verão, a família pode usar a banheira ou alguma piscina de plástico para brincar com o bebê, pois ele adora a água!

Antes de dormir não se deve brincar com ele, pois isto o excitará e o impedirá de dormir com facilidade.

Este é o mês em que o bebê começa a reconhecer a língua materna. Mesmo que palavras sem sentido ainda sejam ditas, algumas palavras facilmente reconhecíveis já serão ditas pelo bebê. Agora, quando a mãe e o pai estiverem conversando com o bebê, deverão ser mais específicos, usando termos como “longo”, “curto”, “acima”, “abaixo”, etc.

Quanto mais ele ouve, mais sua linguagem irá se desenvolver. Não deve haver preocupação se o bebê não começar a engatinhar neste mês: ele deve ser incentivado, mas não pressionado, pois cada ciclo de desenvolvimento do bebê varia um pouco de caso a caso. Alguns andam mais rápido, mas falam muito tarde e alguns falam muito cedo e caminham mais tarde.

Em dúvida, consulte o seu médico.