A chegada de um bebê transforma a vida de toda a família.

Por isso, um bom planejamento é a melhor forma de garantir uma gravidez mais tranquila e sem sufocos nos últimos meses de gestação. Mas, calma, não precisa pensar em tudo agora, vamos por etapas. Uma boa ideia é fazer uma lista de todas as tarefas necessárias, para você se organizar melhor. Outra dica é criar o hábito de fazer um diário. Comece com dúvidas e perguntas que você deseja fazer para seu médico. Depois, anote as respostas e vá acrescentando seus comentários, dificuldades e vitórias ao longo dos meses. Depois de alguns anos, você provavelmente vai gostar de rever estas anotações que fazem parte da sua história. E ler junto com o seu filho, será uma diversão e tanto!

Creia: um bom planejamento não é garantia de que ocorra como foi imaginado, mas costuma ser um bom meio de garantir que os principais aspectos não serão esquecidos e nem que o carro será colocado na frente dos bois, quando nos preocupamos agora com aquilo que só necessário bem depois. Também ajuda a relativizar a importância das coisas numa desafiadora dinâmica que, toda grávida sabe disto, parece que tudo é imensamente importante todo o tempo! Se trabalha fora, ponha em perspectiva o cenário profissional e como ele terá de se adequar para os 9 próximos meses e mais o período de Licença-maternidade, que será quando você e o pai da criança deverão estar disponíveis principalmente para o bebê.

Neste primeiro momento, o mais importante é criar um ambiente saudável para o feto em formação e fazer variados exames a fim de proteger sua saúde e a dele, donde a imensa importância de um bom acompanhamento pré-natal. Em outras palavras, a prioridade é a sua saúde e a do bebê. Em casa, é necessário pensar na redistribuição de espaço físico e de circulação, pois não apenas será mais um a residir ali, como por um longo tempo a família será fortemente centralizada por esta nova pessoa!

Nessa fase é natural que você se sinta mais propensa a adotar hábitos mais saudáveis de alimentação. E não tem nenhum mistério, basta manter uma dieta saudável e balanceada. Talvez você tenha que fazer alguns ajustes, como um reforço em alimentos ricos em ferro, por exemplo, ou menos rico em gorduras e substâncias picantes, e para tudo isso o seu médico obstetra será fundamental. Embora cuidando do momento presente, a única dimensão na qual a existência é real, tente olhar para a frente: depois de passar pelos primeiros desconfortos da gravidez e por muitas alterações emocionais, algumas totalmente inesperadas, o segundo trimestre será uma fase mais tranquila.

Você já estará mais adaptada a todas as mudanças, a barriga finalmente aparecerá e você estará toda contente com as primeiras sensações íntimas causadas pelos movimentos do bebê. Aproveite a retomada na disposição para bater perna e decorar o quarto do filho que vem vindo, além de planejar o enxoval da maternidade e dos primeiros tempos do bebê.  Cuidado, no entanto, para não acumular itens desnecessários. Lembre-se que o espaço pode ser um fator a ser levado em conta, além do desperdício de dinheiro. Antes disso, porém, sempre junto com o pai da criança, concentre-se no seu orçamento: o ideal é anotar todos os gastos, cortar itens supérfluos e economizar mensalmente até o sexto mês para, só então, avançar nas compras. Chá de bebês são muito bem vindos e uma fonte de economia para as famílias, ajudando na organização do enxoval. Aceite ajuda de amigas experientes neste item, pois bebês crescem rápido e fraldas descartáveis são um bem a ser adquirido com muita frequência.

Já no terceiro trimestre é hora de desacelerar, pois é um período de demasiada carga física e emocional, por conta da proximidade do parto. A barrigona pode dificultar a respiração e causar dificuldade de locomoção: é o famoso “andar de pato”, quando suas pernas irão ficar ligeiramente mais abertas ao caminhar. Nessa fase, é bom se concentrar e cuidar dos últimos preparativos no trabalho e nos detalhes do parto. E, claro, é hora de deixar a mala da maternidade prontinha. Afinal, seu bebê pode nascer e você não vai querer esquecer aquela camisola linda do seu enxoval!