Uma postura adequada facilita a sucção, garante a quantidade de leite ingerido, evita problemas nos mamilos e, acima de tudo, proporciona conforto para a mãe.

O ideal é optar por uma poltrona confortável e aconchegante para evitar dores nas costas e cansaço nos braços. Para isso, as costas devem estar apoiadas no encosto da poltrona, os braços acomodados e os pés encostados no chão. Já para as baixinhas, existem poltronas que vem com um puff para apoiar os pés. Na ausência dele, pode ser utilizado um banquinho ou outro tipo de apoio.

Para aquelas que desejam encostar a cabeça, muito útil para fazer o bebê dormir no colo, devem ficar atentas aos modelos que proporcionam esse conforto a mais. Acessórios como almofadas para apoiar as costas e os braços são muito bem-vindos. Muitas mães adotam uma almofada específica para amamentação, que tem o formato de U, e ajuda a sustentar o bebê na posição adequada. Na hora da mamada, mantenha os ombros relaxados e a coluna reta. Não incline o peito, caso contrário você ficará com dor nas costas. A indicação é trazer o bebê junto ao seio.

Uma outra posição confortável é deitada de lado, caso você não se sinta bem para sentar por conta de uma eventual episiotomia (corte cirúrgico na área entre a vagina e o ânus chamada de períneo). No entanto, tenha o cuidado de apoiar o pescoço no travesseiro para evitar torcicolo e sempre ofereça a mama que está próxima ao colchão. Esta posição, no entanto, não é recomendada por alguns médicos, principalmente, quando a mulher está muito cansada ou sonolenta. Isso porque existe o perigo da mãe dormir e sufocar a criança pelo corpo, pelo próprio seio ou pelo excesso de leite. Recorra à posição, caso não consiga realmente sentar numa poltrona ou se o pai ou alguém estiver ao lado.

Seja qual for a posição escolhida, o bebê deve ficar encostado em você com o corpo todo virado para o seio com o nariz apontado para o mamilo.

Compartilhe!