PAGE-TYPE=single

Existe posição ideal para amamentar? Especialista responde em vídeo

A consultora em aleitamento materno e obstetriz Ana Garbulho tira a dúvida e comenta diversas posições
0 Comentários

Único alimento indicado até os seis meses, o leite materno é também essencial para a criação do vínculo entre mãe e filho. Contudo, muitas mães acabam tendo alguma dificuldades para dar de mamar. No vídeo a seguir, a consultora em aleitamento materno e obstetriz formada pela Universidade de São Paulo (USP) Ana Garbulho explica se há ou não uma posição ideal de amamentação. 

+ Amamentação previne gravidez?

 Assista ao vídeo e outros sobre amamentação no nosso canal:

Confira a seguir as posições para amamentar: 

Posição tradicional

Na maternidade, as enfermeiras costumam indicar a posição clássica para as primeiras tentativas, que consiste em colocar o bebê posicionado em uma das mamas, com sua cabeça apoiada na região da dobra do braço e, a mão, do mesmo lado onde a cabeça está apoiada, apoia o bumbum. Um travesseiro ajuda o braço ficar apoiado e alivia o peso do bebê.

Para os bebês prematuros, a recomendação é diferente, já que eles dormem com facilidade durante as mamadas. A orientação é que a amamentação seja feita na posição invertida ou cavalinho.

 

Posição cavalinho ou cavaleiro

Nesta posição, a mamãe deve estar confortavelmente sentada e com as pernas cruzadas. Já o bebê fica encaixado na perna da mãe e com as pernas levemente abertas, como se ele montasse um cavalo. A mãe apoia a cabeça e o pescoço do bebê com uma mãe e, com a outra, oferece a mama.

Embora exista uma certa resistência nessa posição, principalmente pelo medo de machucar a coluna do recém-nascido, é muito recomendado para bebês pequenos (prematuros) e aqueles que têm facilidade em adormecer durante a mamada. Também é uma boa opção para os que sofrem de refluxo – como a criança fica na vertical, em vez de deitada, o leite não volta com tanta frequência. Ou ainda para mulheres com mamas grandes ou doloridas.

 

 

Posição invertida

A mamãe deve estar sentada. O bebê é deitado em um travesseiro e seu corpo deve ser colocado por baixo do braço da mãe, de forma que os pés do bebê apontem para as costas da mãe. Em uma das mãos a mãe apoia a cabeça do bebê e, com a outra, oferece a mama. É indicada para bebês pequenos ou para a mulher com mamas grandes.

 


Fonte: Ana Paula Garbulho, obstetriz e consultora em amamentação do GAMA (Grupo de Apoio à Maternidade Ativa) (COREN/SP 000019)

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *