PAGE-TYPE=single

Ductos dos seios entupidos causam dor e dificultam a amamentação

Saiba como evitar e tratar o problema, que impede a circulação ideal do leite
0 Comentários

Os ductos dos seios são a complexa rede de canais que transportam leite materno dos tecidos até os mamilos. E um dos problemas que podem eventualmente ocorrer é o entupimento dos ductos. Na maioria das vezes, o bloqueio desses canais é um sintoma inicial da mastite, um processo inflamatório ocasionado por bactérias. Em casos menos frequentes, os ductos, de fato, se entopem, não permitindo a passagem do leite.

+Saiba como prevenir e tratar a mastite

Como o entupimento dos ductos compromete a circulação correta do leite, a mulher pode sentir alguns sintomas como dor, desconforto, vermelhidão e inchaço nos seios. Quando o leite entra na corrente sanguínea, sintomas mais graves, e que sinalizam um princípio de mastite, podem surgir, como febre, mal-estar e dor no corpo. Além disso, o entupimento também dificulta a amamentação por conta das dores.

Causas dos ductos entupidos

A causa mais frequente do entupimento dos ductos é o não esvaziamento das mamas, o que pode acontecer quando o bebê mama pouco, se há produção excessiva de leite ou até mesmo quando o bebê não faz a pega do seio da maneira correta, algo comum nas primeiras semanas de amamentação de mães de primeira viagem.

Outras causas menos frequentes também favorecem o quadro, como a compressão dos seios – geralmente causada por sutiãs e roupas apertadas – e cirurgias anteriores à amamentação realizadas na região das mamas.

O que fazer

Apesar da dificuldade em amamentar trazida pelo bloqueio dos ductos lactíferos, o mais indicado é a mãe continuar amamentando. Isso porque o não esvaziamento das mamas apenas piora o quadro e, quanto mais o bebê mamar, mais alívio trará para os sintomas.

Portanto, o primeiro passo é verificar se o bebê está fazendo a pega do seio de maneira correta. Dar de mamar, o máximo que conseguir, com o peito cujos ductos estão entupidos, e com intervalos curtos entre uma mamada e outra, é fundamental para evitar mastite. Para garantir o esvaziamento das mamas, é válido ordenhar o leite, de preferência de forma manual, já que com a bombinha a mama pode ficar ainda mais machucada.

+Saiba como fazer a ordenha

Massagear delicadamente os seios antes e depois das mamadas e fazer compressas de água fria são ótimas dicas para favorecer a circulação do leite nos ductos lactíferos. A mãe também pode e deve experimentar posições de amamentação diferentes, uma vez que esse pode ser o motivo do bebê não estar fazendo a pega correta da mama.

+ Posição de amamentação: conheça as diferentes maneiras

Por fim, mas não menos importante, procurar orientação sobre amamentação, seja com o seu próprio médico ou com uma doula ou outro profissional especializado. Vale a pena lembrar que os bancos de leite público oferecem gratuitamente esse tipo de atendimento e orientação.


Revisado por: Claudia Lyn Nishimura, médica ginecologista e obstetra. Formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) (CRM/ SP 57701)

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *