PAGE-TYPE=single

Os olhos do bebê podem mudar de cor; saiba o porquê e confira a probabilidade de puxar a mãe ou o pai

Genética e até a luz solar interfere na coloração dos olhos
0 Comentários

Qual será a cor dos olhos do bebê? Vai puxar os da mãe ou os do pai? Não adianta consultar calculadoras na internet, pois a coloração será definida pela carga genética. No entanto, a cor pode realmente mudar entre os cinco e nove meses de vida do bebê. Isso porque, durante a gestação, a produção de melanina – a substância que dá coloração à pele, olhos e cabelo – nos olhos do recém-nascido é muito baixa. Por este motivo, muitas crianças nascem com olhos claros, acinzentados ou azulados.

Com a exposição gradativa ao sol, a produção de melanina cresce e a íris (parte mais visível e colorida dos nossos olhos) do bebê começa a adquirir a sua coloração definitiva. Já as crianças nascidas com olhos castanhos ou pretos, tendem a permanecer da mesma cor.

Curiosidade sobre a cor dos olhos

Uma curiosidade pouco conhecida é que não existe pigmento na tonalidade azul ou verde. A cor dos olhos do bebê é determinada pela quantidade de pigmento castanho (melanina) presente na íris. Como o olho é preenchido de líquidos, a luz que vem de fora refrata internamente e, ao atravessar a íris, “sai” como luz azul, mais ou menos como ocorre no céu, que vemos azulado.

Então, quanto maior a quantidade de pigmento castanho houver na íris, mais escuro será o olho do bebê: ele variará de azul (sem pigmento) para verde (com pouco pigmento) e para castanho (com muito pigmento).

Os olhos violeta são os mais raros, pois requerem ausência total de pigmentos (para poderem ser azuis) e uma formação específica e pouco comum de vasos sanguíneos na íris (para agregar a tonalidade vermelha do sangue: como sabemos, violeta é uma mescla do azul com o vermelho).

+Conheça o Teste do Olhinho do bebê 

DNA dos pais

Os fatores genéticos são determinantes para a definição da cor dos olhos. Porém, se os pais tiverem olhos azuis, não significa que o filho terá a íris da mesma cor. Genes recessivos e dominantes presentes no DNA são os responsáveis pela coloração final dos olhos e podem ser herdados dos pais, dos avós e até mesmo dos bisavós.

Depois dos nove meses, a cor dos olhos ainda pode variar até a criança completar um ano, porém com menor intensidade. Com um aninho, a criança já está com a cor definitiva dos olhos.

Veja a seguir uma tabela que mostra quais são as chances de presença de cores diferentes na íris da criança em diferentes casos:

Cor dos olhos

+Saiba mais sobre herança genética no nosso Guia da Gestante


Revisado por: Marcia Keiko Uyeno Tabuse, Médica Oftalmologista e professora de Oftalmopediatria da Escola Paulista de Medicina (Unifesp) (CRM 49.978)

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *