PAGE-TYPE=single

Agenda dos 9 meses da grávida

Do enxoval à mala da maternidade, confira a lista dos preparativos para a chegada do bebê mês a mês
0 Comentários

Sem pressa e nem correria. Nove meses é tempo suficiente para organizar todos os preparativos até o dia do parto. A baby planner e personal organizer Elaine Gouvea dá todas as dicas mês a mês. Anote aí:

1º mês

Nesse momento surgem as primeiras suspeitas da gravidez. O ideal agora é esperar a confirmação oficial para começar a se planejar para os próximos meses. Um teste de farmácia pode confirmar a suspeita. Apesar disso, os cuidados com a saúde precisam estar em dia: já está tomando ácido fólico? Toda gestante deve receber suplementação desse nutriente, se possível, até mesmo antes de engravidar. O ácido fólico ajuda a melhorar a qualidade dos óvulos e é um nutriente de extrema importância para a formação da coluna vertebral do feto, evitando qualquer malformação no desenvolvimento do cérebro.

+Primeiros sinais da gravidez

2º mês

-Gestação confirmada, é hora de fazer um pré-natal muito bem feito para evitar qualquer complicação;

– É importante se certificar sobre as coberturas do plano de saúde e as maternidades disponíveis. Se não tiver plano de saúde, pesquise os locais públicos que poderão prestar o serviço;

– Como serão realizados muitos exames, é essencial a criação de uma pasta organizada por tipo e em ordem cronológica;

– Para não perder nenhum detalhe dessa fase tão importante, a dica é fazer um diário digital ou manual, dependendo da preferência de cada mamãe;

– Faça também uma lista com dúvidas e perguntas sobre a gestação, para fazer ao médico no dia da consulta.
– Já é possível começar a fazer a foto da barriga, mês a mês. É uma recordação bem bacana!

– A gestante não deve tomar nenhum medicamento sem autorização de um médico, nem mesmo uma aspirina. E deve tomar alguns cuidados com o uso de cosméticos, pois muitos são contraindicados.

– Tome bastante água. A hidratação ajuda a manter a elasticidade da pele. Lembre-se que Gatorade, suco e água de coco não têm a mesma função e não devem ser substitutos da água.

– Comece a conversar, cantar e ler para o bebê, pois isso estimula seu desenvolvimento. Sem contar que ele já reconhece a sua voz e fica calmo ao ouvi-la.

– Especialmente no primeiro trimestre, a grávida está mais suscetível a infecções alimentares causadas por bactérias que podem ser transmitidas para o bebê. Por isso, não coma carne bovina malpassada ou crua, nem ovos, peixes e frutos do mar crus;

+Alimentação: o que deve ser evitado ao longo dos nove meses

– Entre as refeições, inclua lanchinhos saudáveis, pois ficar muitas horas sem comer aumenta a chance de enjoos;

+Conheça os alimentos para combater os enjoos

3º mês

– Já é hora de começar a se informar sobre tipos de parto e o desenvolvimento do bebê.

– Se for usar o plano de saúde, certifique-se que o obstetra realiza parto normal, se esta for a sua decisão.

– Inclua o parceiro nas tarefas, para que ele participe e se envolva na gestação.

4º mês

– Já pode anunciar a gravidez, pois a fase do risco de abortos espontâneos já passou;

– Verifique a possibilidade de programar as férias do parceiro para acompanhar o primeiro mês do bebê;

– Confirmado o sexo do bebê, é hora de fazer o Chá de Revelação, para comunicar aos amigos e parentes se é menino ou menina;

+Herança genética: com quem será que o bebê vai parecer?

– Com as mudanças do corpo durante a gestação, muitas roupas só serão usadas depois de algum tempo. O melhor é organizar o armário e checar o que deve ser comprado;

– Sinal verde para comprar as primeiras peças do enxoval, lembrando sempre da estação do ano em que o bebê irá nascer e a quantidade para cada fase.

– Na hora de comprar o enxoval, não exagere na medida, pois o bebê cresce muito rápido. Lembre-se também que as mães costumam ganhar muitos presentes, então não há necessidade de exagerar nas compras.

+Itens desnecessários no enxoval; saiba o que deve ser deixado de fora

– Conforme a barriga cresce, fica mais difícil lavar os pés; assim, veja a possibilidade de deixar um banquinho dentro do box.

– É hora de fazer também o enxoval da mamãe. As calcinhas apropriadas protegem a barriga, e sutiãs proporcionam conforto aos seios e auxiliam na futura amamentação.

5º mês

– Hora de planejar  a decoração do quarto do bebê. Será um quarto tradicional, montessoriano ou cama compartilhada (berço do lado da cama do casal)?

– Pesquise os móveis e já encomende pelo menos o berço e a cômoda, se o prazo de entrega for longo.

– Pesquise outros itens de decoração, como cortinas e tapetes.

6º mês

– Encomende itens que são personalizados, como o enfeite de porta da maternidade e lembrancinha da maternidade, além de bordados em algumas peça do enxoval;

– Escolha e encomende a poltrona para amamentação;

– Compre produtos de higiene específicos para o bebê, para evitar alergias.

7º mês

– Organize o chá de bebê: local para realização, número de convidados, o que será servido, horário e lembrancinhas.

– Pesquise um pediatra e agende uma consulta, para ver se você se identifica com o profissional. Até a segunda semana de vida do bebê a mãe deve iniciar as consultas de puericultura, ou seja, o acompanhamento do desenvolvimento físico e mental da criança.

+ Checkup infantil é necessário desde o 1º mês de vida

– As roupinhas do bebê precisam ser lavadas antes de serem usadas pela primeira vez. Se preferir, pode usar a máquina de lavar, mas deve limpá-la por dentro com um pano úmido e álcool. Para lavar as roupas, pode ser usado o sabão de coco líquido ou sabão líquido próprio para bebê. As peças não devem ser lavadas com as outras roupas do resto da casa;

– Organize as roupinhas e outros itens em seus devidos espaços;

– Dependendo do tempo que terá de licença-maternidade, já pense se deseja levar o bebê para um berçário ou se terá alguém em casa para ficar com ele. Para os dois casos, é válido conversar com amigos e pedir indicações.

+ Fim da licença-maternidade: com quem deixar o bebê?

8º mês

– Prepare a sua mala da maternidade, a do bebê e a do acompanhante. Use um checklist para não esquecer nada;

+Vídeo: o que levar na mala da maternidade

– Que tal um ensaio fotográfico? A barriga está enorme e linda e vai render belas imagens;

– A futura mamãe deve aprender o máximo que puder sobre a amamentação antes de o bebê nascer, seja conversando com outras mães ou lendo sobre o assunto. Quanto mais souber sobre o tema e os benefícios do leite materno, maiores serão as chances de ser bem sucedida na tarefa.

+Dicas valiosas sobre amamentação no nosso Guia da Gestante

9º mês

– É importante definir as funções de cada pessoa que irá ajudar no dia a dia da casa durante o pós-parto;

– Prepare a lista de compras, alimentos, produtos de limpeza e higiene para o primeiro mês;

– Se não houver alguém para preparar as refeições diariamente, deixe porções congeladas para os primeiros dias de vida do bebê;

Vale lembrar que essa é apenas uma sugestão de lista e cada família deve alterá-la de acordo com as necessidades específicas.

+ Quarentena: sangramento, cicatrização, tarefas domésticas, cansaço e sexo


Fonte: Elaine Gouvea, Baby Planner e personal organizer da Ego Baby Planner

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *