PAGE-TYPE=single

1 a cada 4 grávidas sofre com problemas de saúde mental, aponta pesquisa

Ansiedade e depressão são os problemas mais frequentes
0 Comentários

Os cuidados com a saúde do corpo costumam ser o foco durante a gestação e a saúde mental, muitas vezes, é deixada de lado. O que é um erro, já que a gravidez também traz uma enxurrada de sentimentos positivos e negativos. Pesquisa recente feita por pesquisadores do King’s College London, na Inglaterra, mostrou que uma em cada quatro mulheres sofre de algum problema de saúde mental durante a gravidez, como depressão, ansiedade ou outros transtornos.

+ Conheça os sinais da depressão na gestação

A pesquisa

Os autores do estudo descobriram que, entre as grávidas com algum transtorno, 15% foram diagnosticadas com ansiedade e 11% com depressão, além de 2% com distúrbios alimentares e outras doenças em menor número, como transtorno obsessivo compulsivo e bipolar e do estresse pós-traumático.

O estudo, publicado recentemente no The British Journal of Psychiatry, analisou 545 mulheres grávidas com mais de 16 anos de idade, entre os anos de 2014 e 2016. Os pesquisadores compararam dois métodos diferentes de diagnóstico, sendo o primeiro a Escala de Depressão Pós-parto de Edimburgo, um método mais longo e complexo, e, o segundo, o método de Whooley, que consiste em duas simples perguntas para avaliar se o paciente possui algum transtorno mental:

1 – No último mês, você se sentiu incomodada por estar triste, para baixo ou desesperançosa?

2 – No mesmo período, você sentiu menos prazer ou interesse em fazer as coisas que faz geralmente?

Quando a reposta de pelo menos uma dessas perguntas é sim, o médico encaminha a paciente para um tratamento mais aprofundado.

“É necessário que os profissionais da maternidade identifiquem quando a mulher possui qualquer transtorno mental e não somente alterações de humor, que têm sido a principal preocupação até recentemente”, afirmou Louise Howard, psiquiatra e autora principal da pesquisa.

+Já ouviu falar do pré-natal psicológico?


Da Redação Clickbebê

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *